Serendipidade

#Projeto Serendipidade: Downlícia Brigadeiros

Hoje vamos contar a história do @downlicia_oficial, com o patrocínio da @GrandBrasil (assista aos stories para conhecer mais sobre eles).
.
Desta vez pedimos para que o @BrunoVanEnck escrevesse o texto, já que foi ele quem nos apresentou.
“Meses atrás tirei cinco minutos do meu dia para fazer um apanhado geral da minha vida. Tudo bem bom que tenho recebido me gerou uma vontade de devolver um pouco dessa onda boa ao mundo de alguma maneira. Mas como?! Relembrei de um episódio acontecido em 1995: um menino com Síndrome de Down, sem motivo aparente, aproximou-se de mim e me presenteou com uma caixa de seu bombom favorito. Aí nascia um plano: a Corleone seria um lugar de real diversão para eles e suas famílias. Homens de qualquer idade com Sdown cortam seus cabelos e barba e não pagam nada por isso. Entre muitas boas histórias esbarrei na do Gabriel, o @downlicia_oficial: um menino de 22 anos nada tímido entrou pela porta da barber e me ofereceu uma caixa com quatro de seus “Downliciosos” brigadeiros. Eu agradeci e disse pra cortarmos o cabelo. Ele com cara de assustado disse: corto o cabelo com outra pessoa e não vou trai-lo. Vim aqui apenas te presentear com meu trabalho. Minha mãe mostrou na internet o que você estava fazendo e pedi pra vir te conhecer. Gabriel é um dos maiores empreendedores que conheço. Seu pai o abandonou ainda durante a gravidez e a mãe Martha o criou muito bem mesmo com todas as dificuldades de uma mãe solteira. Perto dos vinte anos, quando ela perdeu o emprego e não sabia o que fazer, ele teve uma ideia: fundar a empresa Downlicia Brigadeiros. E assim, hoje aos 22 anos, ele sustenta sua família. É ele quem faz a receita, cozinha e enrola os brigadeiros e sai por ai na porta de empresas com grande fluxo de pessoas pra vender seus brigadeiros. Eles comercializam até mil unidades por dia e as filas são corriqueiras em sua bicicleta que também é a estrutura física de sua empresa. Gabriel hoje é meu amigo e representa uma breve parcela de uns 10% de caras que arregaçam as mangas e FAZEM. Enorme carinho, respeito e gratidão por me mostrar um lado maravilhoso da vida!”
E você, conhece histórias como a do Gabriel? Conte-nos!
#projetoserendipidade